‘Era um menino carinhoso, ia à igreja’, diz mãe de Lázaro

Eva Sousa relatou que vem sofrendo ameaças de morte e declarou que não é responsável pelas ações de Lázaro

4

Eva Maria Sousa, é mãe de 13 filhos, incluindo o primogênito Lázaro Ramos Barbosa suspeito de matar uma família de quatro pessoas em Ceilânia (DF) e que vem sendo procurado há 18 dias por agentes das polícias Federal, Civil e Militar.

Em entrevista ao site UOL, Eva Sousa relatou que vem sofrendo ameaças de morte e declarou que não é responsável pelas ações de Lázaro, hoje com 32 anos.

“As pessoas falam que eu mereço morrer da mesma forma que a família lá de Ceilândia (DF). Ligam me chamando de bandida, falam que sabem onde estou e em seguida falam direitinho meu endereço. As pessoas nem olham mais nos meus olhos. Pensei muito em sair daqui, mas não tenho para onde ir.” afirmou.

Em outro trecho da entrevista Eva Maria Sousa ainda assegurou que Lázaro teve uma infância feliz, e que não faltou amor em casa.

“Ele era um menino bom, me acompanhava na igreja evangélica e dava flores no Dia das Mães” disse ela.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA