Para sonhar com título, Corinthians precisará se aproximar dos melhores turnos da história do Brasileirão

Tomando como base a pontuação média dos campeões brasileiros desde 2006 e a máxima dos vices, Timão teria que somar entre 44 e 47 pontos dos 57 possíveis no segundo turno

0

Há mais de um mês o torcedor do Corinthians tem enxergado o Campeonato Brasileiro de outra forma em comparação com o início da competição. Além da melhora do time, as contratações empolgaram. aumentando a expectativa para voos maiores na tabela. Alguns, inclusive, já sonham até com o título, que ainda é possível, desde que o Timão faça um dos melhores turnos da história.

Tomando como base a pontuação média dos campeões brasileiros desde 2006, quando o campeonato passou a ser jogado com 20 clubes, chegamos ao índice de 72 pontos, ou seja, esse seria um número alvo para poder pensar em disputa de título. Outro seria a pontuação máxima de um vice-campeão, que pertence ao Santos, em 2019, quando somou 74 pontos. Assim, o Corinthians teria que fazer 75 pontos diante desse recorte histórico para a liderança.

Após essa explicação, trabalharemos com essas duas possibilidades (72 ou 75 pontos) e em ambas o Timão terá de fazer uma campanha histórica neste segundo turno caso ainda sonhe com o título brasileiro de 2021.

Atualmente, o Corinthians soma 28 pontos, conquistados no primeiro turno do Brasileirão. Para que chegue aos 72 pontos (média dos campeões), precisaria somar mais 44 pontos, um aproveitamento de 77,2%. Já para atingir os 75 pontos, seriam necessários mais 47, ou seja, 82,5% de aproveitamento. Vale lembrar que a pontuação máxima possível de um turno é 57 pontos.

Para que o torcedor tenha noção da grandiosidade dessas duas possibilidades de campanha, ambas estariam no Top 5 da história do Brasileirão por pontos corridos, levando em conta o período desde 2006. O melhor retrospecto até aqui é o do Flamengo no segundo turno de 2019, quando conquistou 48 pontos e um aproveitamento de 84,2%. Números de um time que fez história.

Já na segunda posição desse ranking está justamente o Corinthians, com aquele incrível primeiro turno de 2017, quando marcou 47 pontos e um aproveitamento de 82,5%, ou seja, igual ao que seria necessário atualmente para brigar pela taça. A mesma pontuação foi conquistada pelo Palmeiras, no segundo turno de 2018, em uma arrancada quase perfeita para o título.

Outra campanha de referência seria também do Palmeiras, mas em 2016, quando o time arrancou no segundo turno somando 44 pontos e um aproveitamento de 77,2%, também um número que o Timão precisaria focar para sonhar com a conquista nacional nesta temporada. Ambas as campanhas do rival servem como exemplo do que é necessário fazer nessa segunda metade da competição, além de ser uma prova de que ainda é possível.

A missão é muito complicada, já que há outros times melhores e mais bem colocados nessa briga pelo título, que promete ser uma das mais equilibradas dos últimos tempos. A explicação acima tem como objetivo mostrar que apesar de ser um objetivo possível, a façanha a ser alcançada tende a ter caráter histórico, que poucos conseguiram. Dessa forma, uma visão mais realista focaria na briga por uma vaga na Libertadores como meta neste Brasileirão.

Confira as melhores campanhas em um turno do Brasileirão desde 2006:

1) Flamengo – 2º turno 2019 – 48 pontos – 84,2% de aproveitamento

2) Corinthians – 1º turno 2017 – 47 pontos – 82,5% de aproveitamento

3) Palmeiras – 2º turno 2018 – 47 pontos – 82,5% de aproveitamento

4) Palmeiras – 2º turno 2016 – 44 pontos – 77,2% de aproveitamento

5) Cruzeiro – 1º turno 2014 – 43 pontos – 75,4% de aproveitamento

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA