Safadão e Thyane Dantas são indiciados por vacinação irregular

Os dois responderão na Justiça pelos crimes de peculato e infração de medida sanitária

7

Nesta quarta-feira (29), Wesley Safadão, a mulher  Thyane Dantas, e outras seis pessoas foram indiciadas pela Polícia Civil do Ceará por irregularidades na vacinação contra a Covid-19.

De acordo com informações do site ‘G1’, o casal e as outras pessoas deverão responder pelos crimes de peculato e infração de medida sanitária, já que o inquérito já foi enviado ao Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). Conforme a Polícia Civil, as penas somadas podem chegar a 13 anos de prisão.

Thyane Dantas furou a fila da vacina contra a Covid-19 em 8 de julho de 2021. Ela tinha 30 anos e, na época, o calendário municipal de vacinação previa aplicação em pessoas com 32 anos ou mais. Já Wesley Safadão teria ido a outro posto de imunização para escolher o tipo de vacina que iria tomar.

A colunista Fabia Oliveira, do jornal ‘O Dia’, revelou que a Polícia Civil revelou que as investigações indicaram que três servidores públicos da Secretaria da Saúde do Município (SMS) de Fortaleza estão envolvidos no caso.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA