Suíça aprova “casamento” para pessoas do mesmo sexo

O país se torna o 30º do mundo a reconhecer o união homossexual com os mesmos direitos do casamento entre homem e mulher.

6

Neste domingo (26), a Suíça aprovou em referendo o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, e se tornou o 30º país no mundo e o 17º na Europa a adotar a medida.

Ao todo 54% da população votou no referendo que perguntava “Você quer aceitar a mudança de 18 de dezembro de 2020 do Código Civil Suíço (casamento para todos)?”

64% dos votos foram a favor para alterar o código civil do país.

A nova lei, que foi aprovada pelo parlamento em dezembro, teve apoio do governo suíco e de todos os grandes partidos políticos, menos o Partido Popular, que é conservador.

 

Direito do casamento homossexual

Mesmo aprovada, os grupos contrários reuniram assinaturas suficientes para forçar um referendo.

Nas últimas duas décadas a maior parte dos países da Europa Ocidental vem reconhecendo o casamento entre pessoas do mesmo sexo. No entanto, o processo na Suíça foi mais demorado por conta do sistema democrático que requer votos da população para grandes decisões.

Antes do referendo ser aprovado, os casais homossexuais poderiam ter apenas uma “parceria registrada” no país, não tendo os mesmos direitos garantidos do casamento tradicional como naturalização, imigração e adoção de crianças, segundo a Veja.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA